Uma das candidatas a miss é servidora da Prefeitura de Osasco e nas horas de folga também se dedica à carreira de modelo Plus Size

por Márcia Macedo

O concurso Miss Brasil Mulheres Reais 2023, que terá a final em dezembro, no teatro do CEU Zilda Arns Neumann, em Osasco, reúne representantes de diferentes cidades e estados. As candidatas são pessoas comuns, que podem estar enquadradas em qualquer biotipo, também podem ser casadas, mães ou avós.

Uma das inscritas é a professora e pedagoga Ângela Rodrigues, servidora da Prefeitura de Osasco há 27 anos, que trabalha na Creche Ezio Melli. Ela decidiu fazer as mudanças em sua vida aos 45 anos, quando participou de um outro concurso de beleza, em 2021, o “Miss Brasil Sou Gordinha Sim”, evento que é promovido pela empreendedora e influenciadora osasquense, Helena Custódio.

Ângela conta que aquele momento foi decisivo para ela assumir a carreira de modelo Plus Size Curvy. “Cheguei até as finais, só que não ganhei o concurso, mas foi uma experiência muito boa, que me impulsionou a participar de outros eventos”, revela.
A pedagoga é atual Miss Rondônia (Mulheres Reais) e quando não está em sala de aula torna-se uma modelo dedicada, participando de desfiles para confecções e estilistas. “Quero mostrar para as pessoas que a nossa vida pode ter uma mudança após os 40. A gente pode mudar de profissão e alcançar outros patamares. Você pode ir para a passarela, hoje, os padrões de beleza são mais abrangentes. No Miss Mulheres Reais, cada uma das 27 modelos têm um biotipo diferente; têm mulheres de 18 até 77 anos nesse concurso”, ressalta Ângela.

Idealizadoras

Segundo ela, o concurso Miss Brasil Mulheres Reais é Idealizado por Aliny Andrade e Renata Monteiro com objetivo de impulsionar a autoestima feminina. “As nossas curvas e as nossas marcas são as nossas histórias. Tem sido muito gratificante viver tudo isso. É orgulho para mim, para minha família e para meu esposo”, afirma.

Ângela ainda leva sua história para outras mulheres e desenvolveu uma mentoria para impulsionar as pessoas. Com seu exemplo, ela mostra que todos podem alcançar o que desejam, independente de idade, corpo, religião e etnia.

A postagem Concurso de beleza valoriza história de mulheres reais e o incentiva empoderamento apareceu primeiro em Jornal Digital da Região Oeste.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se em Nossa Newsletters

Ser notificado das melhores promoções no nosso WordPress temas.

Você Também Pode Gostar

Barueri abre novos cursos de geração de renda 

A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social de Barueri (Sads) abrirá novas…

Cotia inicia a vacinação seletiva contra meningite nas UBS’s até 28/02

A vacinação visa imunizar jovens contra a meningite ACWY, mesmo que tenham…

Itapevi abre inscrições para elenco  do espetáculo Paixão de Cristo 2023

Vagas são para munícipes com idade a partir de 12 anos e…

Festa do Trabalhador de Jandira 2024 promete muita música e diversão com Guilherme & Benuto e Felipe Araújo

Com entrada franca, grandes nomes do sertanejo estarão reunidos em um show…