Técnicos das prefeituras destacaram a importância da criação e do fortalecimento de iniciativas para o enfrentamento de problemas climáticos extremos

A Subsecretaria de Desenvolvimento Urbano, da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SDUH), promoveu reuniões das câmeras temáticas do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de São Paulo. O evento foi realizado durante toda a tarde na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

 

Com objetivo de fortalecer a governança metropolitana e ampliar a cooperação e a integração do planejamento entre os municípios e os diversos órgãos do governo estadual, tais câmeras técnicas discutiram desafios e propostas comuns aos 39 municípios pertencentes a essa região e foram divididas em: Mobilidade, Transportes e Logística; Gestão Territorial, Parcelamento e Uso e Ocupação do Solo; Gestão Ambiental e Saneamento; Desenvolvimento Econômico e Governança e Planejamento Integrado.
Alexandre Gomes, coordenador da Subsecretaria de Desenvolvimento Urbano, destacou que as reuniões contribuíram para produzir um grande avanço na construção de propostas concretas e na definição de planos de ação para o enfrentamento de problemas comuns. “Nós começamos a construir uma agenda muito positiva, de propostas e de projetos que nós estamos começando a estruturar em conjunto com o governo do Estado e com os municípios”, finalizou.
A gestão ambiental e climática teve grande destaque nos grupos de trabalho. Houve um consenso a respeito da necessidade de tornar as cidades mais resilientes às mudanças climáticas. Os participantes conversaram a respeito da criação de um plano de enfrentamento às emergências e sobre a necessidade de se adaptar a eventos extremos, focando no diagnóstico e no apontamento dos riscos para, assim, transformar os estudos em recursos e ações efetivas e conjuntas.
No que tange à mobilidade, transportes e logística, os presentes debateram sobre a necessidade de reduzir o atual desequilíbrio na distribuição espacial das atividades e da infraestrutura no território metropolitano. A aproximação das zonas de centralidade dos locais de moradia, a ampliação da infraestrutura de transporte para passageiros e cargas e a maior democratização da política estadual de mobilidade urbana também foram abordadas.
Por fim, as discussões sobre a gestão territorial, o parcelamento, uso e ocupação do solo se concentraram em analisar o mapa de macrozoneamento. Durante as discussões, o grupo constatou a necessidade de revisão das macrozonas por consórcios.

A postagem  Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de São Paulo se reúne para discussões das câmaras temáticas apareceu primeiro em Jornal Digital da Região Oeste.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se em Nossa Newsletters

Ser notificado das melhores promoções no nosso WordPress temas.

Você Também Pode Gostar

Barueri abre novos cursos de geração de renda 

A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social de Barueri (Sads) abrirá novas…

Cotia inicia a vacinação seletiva contra meningite nas UBS’s até 28/02

A vacinação visa imunizar jovens contra a meningite ACWY, mesmo que tenham…

Itapevi abre inscrições para elenco  do espetáculo Paixão de Cristo 2023

Vagas são para munícipes com idade a partir de 12 anos e…

Festa do Trabalhador de Jandira 2024 promete muita música e diversão com Guilherme & Benuto e Felipe Araújo

Com entrada franca, grandes nomes do sertanejo estarão reunidos em um show…