A Prefeitura de Barueri, por meio da Secretaria de Saúde, recomenda à população manter o calendário de vacinação contra a meningite. No Brasil, a doença é considerada endêmica, circulando o ano todo no país. No município de Barueri foram registrados 42 casos de meningite entre os dias 1º de janeiro e 30 de junho de 2023. No mesmo período do ano passado foram 17 casos.

 

Nos últimos anos houve uma redução na adesão da imunização de diferentes doenças, inclusive da meningite. Com a baixa cobertura vacinal, o número de casos aumentou de um ano para outro. O uso de máscara durante a pandemia colaborou para um número menor de casos de meningite, já que ela dificulta a transmissão pelas gotículas de saliva, espirros e tosse.

 

Manter a vacinação em dia é uma das principais medidas de proteção contra a doença. Conforme o Calendário Nacional de Vacinação, há cinco vacinas disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS) que protegem contra a meningite:

 

– Vacina BCG: protege contra formas graves, como meningite tuberculosa, aplicada a partir do nascimento;

– Vacina Pentavalente: protege contra as doenças invasivas causadas pelo Haemophilus influenzae sorotipo B, incluindo meningite, aplicada aos 2, 4 e 6 meses de idade;

– Vacina Pneumocócica 10-valente (conjugada): protege contra as doenças invasivas causadas pelo Streptococcus pneumoniae, aplicada aos 2, 4 e 12 meses;

– Vacina Meningocócica C (conjugada): protege contra a meningite do sorogrupo C, aplicada aos 3, 5 e 12 meses;

– Vacina Meningocócica ACWY (conjugada): protege contra a meningite do sorogrupo ACWY, aplicada aos 11 e 12 anos.  

 

A vacina Meningocócica ACWY (conjugada), que é oferecida às crianças de 11 e 12 anos como reforço ou dose única dependendo da situação vacinal de cada um, também será aplicada em adolescentes de 13 e 14 anos até o dia 31 de dezembro de 2023. A medida atende ao Programa Nacional de Imunizações que autorizou o uso temporário da vacina. Em Barueri, o imunizante está disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Conheça os endereços e os horários de atendimento.

 

Transmissão e prevenção 

A meningite é uma inflamação das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Nos períodos de outono e inverno o mais comum é a ocorrência das meningites bacterianas, e na primavera e no verão é das virais. 

 

Os principais sintomas da doença são: febre, dor de cabeça, rigidez de nuca, náusea, vômito, falta de apetite, irritabilidade, sonolência ou dificuldade para acordar do sono, letargia (estado físico em que a pessoa apresenta níveis de energia abaixo do normal) e fotofobia (aumento da sensibilidade à luz). 

 

Em geral, a transmissão ocorre de uma pessoa para outra, por vias respiratórias, gotículas e secreções do nariz e da garganta, além da fecal-oral, através da ingestão de água e alimentos contaminados e contato com fezes. 

 

Entre as medidas preventivas estão: higienizar as mãos com frequência, assim como higienizar e ventilar os ambientes, cobrir a boca e o nariz ao espirrar e tossir e evitar compartilhar copos, talheres, escovas de dente e objetos de uso pessoal. 

 

 

A postagem Saúde de Barueri reforça a importância da vacinação contra a meningite  apareceu primeiro em Jornal Digital da Região Oeste.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se em Nossa Newsletters

Ser notificado das melhores promoções no nosso WordPress temas.

Você Também Pode Gostar

Cotia inicia a vacinação seletiva contra meningite nas UBS’s até 28/02

A vacinação visa imunizar jovens contra a meningite ACWY, mesmo que tenham…

Itapevi abre inscrições para elenco  do espetáculo Paixão de Cristo 2023

Vagas são para munícipes com idade a partir de 12 anos e…

Osasco recebe em Agosto o Escopo Beach Festival, com o melhor do Pagode, Funk e Samba

Pela primeira vez na cidade de Osasco, nos dias 26 e 27…

A ANUEPO promove feijoada beneficente em agosto

No formato drive-thru, a ação é a primeira sob o comando da…